Evento

Computação Forense -- Curitiba/PR

Inscreva-se

Investimento

Valor da Inscrição:

Lote 1 - Até dia 20/01 - R$99,90

Lote 2 - a partir de 21/01 - R$135,00

No valor já está incluso o material de apoio em PDF e o certificado de participação.

 

Formas de pagamento:

- Cartão de Crédito em 5x.

- Boleto à vista

- Depósito

 

Público Alvo

Estudante de graduação de Direito, e demais interessados em ingressar na carreira de Perícia Criminal (Biomedicina, Biologia, Farmácia, Engenharia, entre outros), Profissionais da área de Segurança Pública e privada, Forças Armadas, Forças auxiliares, Graduados e Pós-Graduados que atuam ou querem atuar na área Forense, Concurseiros e interessados nas carreiras policiais.

Palestrante

Conteúdo

- Câmeras de segurança, como instalar e usar corretamente;

- Criar um perfil falso é mais fácil do que imaginamos;

- Como ajudar as autoridades quando você tem um problema de crime virtual: Porque print screen é importante.

- Qual autoridade procurar quando acontece um crime virtual;

- Identificamos locais das fotos, características das pessoas (audiovisuais);

- Softwares de compartilhamento têm mão-dupla muitas vezes. Cuidados no uso de softwares para baixar arquivos.

- Emprestar equipamentos para outras pessoas pode ser um risco;

- Compartilhar wifi também pode ser um risco;

- Pesquisas no google (google, maps, youtube…) definem um perfil de uso: cuidados com o perfil de uso criado;

- Compartilhou, deixou de ser seu – por isto é preciso que as pessoas comecem a pensar ANTES de fazer uma foto, um vídeo, enviar mensagens falando mal de alguém, criar memes, etc…;

- Câmeras de notebook e celulares podem ser acessadas remotamente. Crianças brincam com isto. Adultos ameaçam com isto;

- Youtubers/Musicaly/Instagram: não podemos mostrar mais do que devemos, nossas casas, por exemplo;

- Fotos e vídeos compartilhados nas redes sociais representam riscos: fotos localização GPS, detalhes das casas, viagens, check-in em aeroporto;

- Tem que denunciar para podermos ajudar – há monitoramento, por exemplo, de conteúdos de pornografia infantil, mas a denúncia é o melhor caminho (Nuciber, delegacias, denúncia.org);

- DEEP WEB: perfil errado, acessos por jovens, conteúdo impróprio.

- Pornografia e abusos: como falar com seu filho;

- Crianças acham que estão brincando, quando crescem aprendem que é errado;

- Riscos por confiança, em grupos em jogos online e em chats de conversa;

- Vídeos no youtube vão se distanciando da pesquisa original;

- Casos de pais que olharam celulares e viram aliciamento;

- Casos de crianças que conversaram por meses e ninguém viu (Skype menina 8 anos);

- Pedófilos filmam e fotografam situações corriqueiras, como crianças na praia, sentadas em shoppings, aeroportos;

NUDES:

- Perfil de idade, sexo;

- Mentira nos depoimentos (filha fez foto no próprio banheiro), celulares estragados ou com senha;

normalmente para amor da vida;

- Armazenar já é crime (ato infracional);

- Grupo whats com ameaça (pagar dinheiro ou apanhar se não mandar mais);

Objetivo

A Sessão de Computação Forense do Instituto de Criminalística do Paraná atua em perícias em dispositivos de armazenamento computacionais (celulares, discos rígidos de computadores e notebooks, tablets, cartões de memória, entre outros) quando há indícios de que neles se encontram armazenados dados que possam comprovar a autoria e modus operandi de um crime. Entre os casos que estes peritos analisam há homicídios, suicídios, tráfico de drogas, falsificação de documentos, recuperação de imagens de câmeras de segurança, crimes contra o patrimônio público, estupros, inclusive casos envolvendo crianças e adolescentes. Todos estes casos são atendidos através de ofícios de autoridades policiais, judiciais, administrativas e correicionais.

                Os peritos recuperaram conversas em aplicativos de conversação em celulares ou outros meios como computadores e tablets, inclusive informações apagadas, entre outros dados importantes para as autoridades elucidarem os crimes.

                Preocupados com os perfis inadequados de uso de recursos computacionais e com o aumento considerável de solicitações de exames periciais ocasionados por este mau uso e, por entenderem que a realidade enfrentada diariamente pelos peritos criminais é muito diferente daquela em que vive a maioria da população, peritos do Instituto de Criminalística iniciaram trabalhos em escolas e em empresas buscando informar e conscientizar crianças, jovens, pais, professores, enfim, a população em geral dos perigos que este tipo de prática pode trazer para uma família. A abordagem é realizada através de palestras onde os peritos descrevem situações que podem colocar em risco as famílias paranaenses, quais são os riscos que as pessoas correm ao compartilhar imagens ou vídeos com conteúdo impróprio, bem como indicam algumas práticas saudáveis para melhorar o perfil dos usuários de recursos computacionais, sempre discutindo casos analisados pela Seção de Computação Forense ou casos de repercussão na mídia onde o mau uso foi verificado.

Horário e Local

Data: 07/03/2020

Horário: 08:00 às 18:00

Carga Horária: 10h

Endereço: Em Breve

Certificado

Enviado por e-mail em até 3 dias úteis após o evento, mediante confirmação da assinatura na lista de presença, o certificado consta carga horária total, nome do participante, nome do curso, data e CPF. 

Cancelamento e reembolso

Cancelamentos com no mínimo 7 dias úteis de antecedência da data do evento com a multa de 30% do valor pago.